A Casa

A Casa
“... os contrastes (...) integram o espinho na flor”
Galeno d’Avelírio - poeta cruzalmense

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

20 de novembro Dia da Consciência Negra

A Fundação Cultural Galeno d'Avelírio celebra esta data homenageando o poeta Cruz e Souza




Cruz e Souza é, sem sombra de dúvidas, o mais importante poeta Simbolista brasileiro, chegando a ser considerado também um dos maiores representantes dessa escola no mundo. Muitos críticos chegam a afirmar que se não fosse a sua presença, a estética Simbolista não teria existido no Brasil. Sua obra apresenta diversidade e riqueza.

Inefável

Nada há que me domine e que me vença
Quando a minha alma mudamente acorda...
Ela rebenta em flor, ela transborda
Nos alvoroços da emoção imensa.

Sou como um Réu de celestial sentença,
Condenado do Amor, que se recorda
Do Amor e sempre no Silêncio borda
De estrelas todo o céu em que erra e pensa.

Claros, meus olhos tornam-se mais claros
E tudo vejo dos encantos raros
E de outras mais serenas madrugadas!

Todas as vozes que procuro e chamo
Ouço-as dentro de mim porque eu as amo
Na minha alma volteando arrebatadas.

2 comentários:

Zinaldo Velame disse...

Belo poema! Parabéns a todos pelo Dia da Consciência Negra, 20 de novembro! Abraço!

Marisete do PT Cruz das Almas - BA disse...

Bela homenagem!
Lembrar Cruz e Souza serve para ressaltar a presença dos negros na cultura brasileira, para além da música (o que não é pouca coisa!)e do rebolado caliente e folclórico...